ass

ass

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Antônio Pereira luta para garantir transporte escolar gratuito para indígenas de Amarante

O deputado Antônio Pereira (DEM) ocupou a tribuna da Assembleia na quarta-feira (25), para pedir que o secretário de Educação, Felipe Camarão, viabilize convênio com Prefeitura de Amarante, para possibilitar o transporte escolar dos alunos indígenas, que precisam ser levados das aldeias aos centros urbanos.

O pedido foi feito depois que o deputado Antônio Pereira recebeu, na Assembleia Legislativa, a visita de um grupo de indígenas do município de Amarante, liderados pela senhora Fabiana Guajajara, representando mais de 6 mil pessoas que fazem parte do povo indígena Gaujajaras e o povo indígena Gavião.  

Na ocasião, Antônio Pereira pediu, também, que o secretário Felipe Camarão, receba, nessa sexta-feira (27), em audiência    agendada, os representantes das lideranças dos povos indígenas Guajajaras e Gavião, para que se possa resolver a questão do transporte escolar nas aldeias do município de Amarante.     

                     INFORMAÇÕES CONFLITANTES

No pronunciamento, Antônio Pereira disse que é preciso esclarecer informações sobre o número de alunos indígenas nas aldeias, porque não é possível firmar convênio de transporte escolar, com poucas pessoas para transportar. “As informações sobre o número de alunos são conflitantes”, observou.  

O democrata esclareceu que é preciso chegar a um consenso, porque os indígenas alegam que existem 490 alunos que precisam de transporte escolar, e a unidade da Seeduc de imperatriz informa que são apenas 77. Já a secretaria municipal de Educação de Amarante diz que são apenas 200 alunos.

Antônio Pereira informou que o povo indígena de Amarante, representa uma população de 6.000 mil habitantes. “Do total, 1.500 são estudantes da rede de ensino público, tanto municipal quanto estadual. Desses 1.500 alunos indígenas, quase 500 necessitam de transporte escolar gratuito”, revelou.
    Assecom/Deputado Antônio Pereira

Nenhum comentário :

Postar um comentário