ass

ass

terça-feira, 24 de abril de 2018

INFÂNCIA | Inauguradas novas salas na Casa da Criança


O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, acompanhado da coordenadora Especial da Infância e Juventude do TJMA, desembargadora Cleonice Freire, inaugurou, nesta terça-feira (24), novo espaço na Casa da Criança Menino Jesus, que abrange uma sala de audiências concentradas, salas das oficinas de corte e costura, artesanato e informática onde serão ministrados cursos profissionalizantes. A instituição está instalada na Fundação da Cidadania e Justiça, no bairro São Francisco.
Acompanharam a entrega a presidente da Fundação, Socorro Barros de Sá; o vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Lourival Serejo, a juíza Lícia Cristina Ribeiro de Oliveira, o defensor público Joaquim Neto, o diretor-geral do TJMA, Mário Lobão, o chede de Gabinete da Presidência, Luann de Matos Oliveira Soares, além de Niúra Freire de Déa, Lucileide Dias Ribeiro Gonçalves, da cordenação da Casa.
“Fico muito feliz e sensibilizado com o trabalho desenvolvido pela Coordenadoria Especial da Infância e Juventude, cujo alcance social dignifica a missão institucional do Poder Judiciário no Maranhão como guardião da cidadania”, anunciou o desembargador Joaquim Figueiredo.
A desembargadora Cleonice Silva Freire explicou que as oficinas vão profissionalizar adolescentes em situação de abandono e vulnerabilidade, e crianças filhas das vítimas de violência doméstica. “O novo espaço foi pensado como parte de uma solução para o futuro. Temos que agradecer ao presidente e a todos aqueles que apoiam o trabalho institucional desenvolvido pela Casa da Criança”, ressaltou a magistrada.
O desembargador Lourival Serejo ressaltou ações desenvolvidas pela Coordenadoria Especial da Infância e Juventude na Fundação e parabenizou a presidência do Tribunal pela iniciativa de apoiar a viabilização do espaço. “Fico feliz por ver a presença mais forte da Justiça com outra cara que não seja da punição, mas da prevenção”, enfatizou o vice- presidente da Corte.
AUDIÊNCIAS - Para a juíza auxiliar Lícia Cristina Ribeiro de Oliveira - que responde pela 1ª Vara da Infância e da Juventude, a inauguração da sala é importante por permitir realizar as audiências concentradas numa melhor estrutura. “Certamente vai ajudar a fazer um trabalho no interior do abrigo, evitando realizar em ambientes não tão favoráveis”, salientou.
O defensor público Joaquim Neto, titular do núcleo de Defesa da Criança e Adolescente da capital, disse que trabalho do Judiciário é exemplar e de referência. “É uma felicidade em dividir esse momento com o Poder Judiciário, nós que temos tão grande responsabilidade e atuação forte na defesa da infância e juventude”, acrescentou Joaquim Neto.
Já a presidente da Fundação da Cidadania e Justiça, Socorro Barros de Sá, completou que é um grande sonho sendo realizado. “Isso tudo é para as crianças. E a nossa equipe poderá trabalhar melhor em prol delas”, finalizou.
Orquídea Santos
Assessoria de Comunicação do TJMA


Nenhum comentário :

Postar um comentário